Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

Sistemática filogenética

 

- “Cada organismo possui muitos caracteres que podem ser iguais ou diferentes aos de outros grupos”.

Problemas da diversidade biológica e da sistemática

1)      Descrever essa diversidade;

2)      Encontrar que tipo de ordem existe na diversidade;

3)      Compreender os processos que são responsáveis pela geração da diversidade.

 

Tempo e forma: plesiomorfia e apomorfia

Filogenia: conjunto da ancestralidade entre todas as espécies. Filogenia é uma entidade transtemporal. Ela corresponde à seqüência de todos os momentos das espécies ao longo do tempo, desde seu surgimento.

Uma espécie é a soma de todos os indivíduos e de suas relações de parentesco desde sua origem o que quer dizer que espécies também são entidades transtemporais.

Homologias: Envolvem relações entre estruturas de indivíduos diferentes. A afirmação de que estruturas de diferentes espécies são homologas implica que essas espécies tem um ancestral comum que também apresenta essa estrutura.

 

Métodos básicos para inferir

1)      Estruturas de indivíduos diferentes que, em suas partes componentes e em seu conjunto são notoriamente semelhantes (tem formas parecidas).

2)      Estruturas de indivíduos diferentes que tem aproximadamente a mesma posição relativa a outras estruturas do corpo.

3)      Estruturas homologas de diferentes indivíduos formam-se a partir de células ou conjuntos celulares que ocupam posição similar em estágios embrionários iniciais de uma mesma seqüência de modificações.

Dentro de um paradigma evolutivo, ao se fazer uma afirmação de homologia de uma estrutura em grupos distintos, esta sempre implícito uma afirmação de que essa estrutura supostamente esteve presente na espécie ancestral mais recente entre os grupos envolvidos.

Estrutura: pode ser considerada qualquer parte do corpo, no sentido de qualquer expressão fenotípica.

Carácter: quando são consideradas as diferenças entre estruturas homologas de organismos diferentes. Caracter corresponde aquilo que foi modificado em uma estrutura. Caracter é uma novidade evolutiva, mutação.

 

Plesiomorfia e apomorfia.

Se uma espécie, surgiu e se fixou uma novidade evolutiva, então, todas as suas espécies descendentes serão herdeiras dessa modificação.

Anagênese: modificação na forma de qualquer ramo filetico. Nesse processo geral, estão envolvidos mutações, recombinações, seleção, deriva genética e fixação de alelos.

Cladogênese: fragmentação de uma ramo filético em dois ou mais ramos isolados, que passam a evoluir independentemente.

A conjunção de processos de cladogenese e anagenese geram a evolução biológica, tal qual conhecemos.

Plesiomorfia: condição mais antiga, que foi alterada resultando uma condição mais recente.

Apomorfia: condição mais recente em uma serie de transformação, surgida por uma modificação de condição mais antiga.

Adotar a teoria da evolução com explicação para a diversidade biologia implica necessariamente em aceitar não somente que os táxons, mas também que suas estruturas se interconectam no passado.

Caracteres compartilhados: simplesiomorfias e sinapomorfias.

Sinapormofias: o conjunto de todas as espécies que compartilham sua condição apomorfica.

Simplesiomorfia: o conjunto de todas as espécies que compartilham a condição plesiomorfica de um caracter.

Polarização de series de transformações

Em um par de condições homologas diferentes em princípios, a plesiomórfica é aquela que pode ser encontrada em ao qual estamos analizando.

A determinação da polaridade de caracteres utilizando grupos externos sempre se apóia sobre premissas, neste caso, de que o grupo interno é monofiletico.

 

 

Aguardem a versao completa!



publicado por renovatio às 17:14 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds