Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

Que me deixe dizer-te

Que os meus lábios apenas reconhecem o teu sabor,

Que as minhas mãos estranham outro corpo que não o teu,

Que o meu desejo não sobrevive sem ti…

Há quanto tempo estamos juntos? Não sei…

O que sinto por ti não se constrói em tempo finito e mensurável.

Só posso estar contigo desde sempre…

E sempre que ouço gritar que não posso ficar contigo,

Destruo os impossíveis e…

Espero,

Espero sempre…

 

--- e acaba assim? e agora jose?



publicado por renovatio às 20:55 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds