Sábado, 15 de Novembro de 2008

Pela primeira vez eu vejo o mar desde que estou nas terras da Europa, resolvi voltar a Paris não de trem como de costume, mas sim de barco, no fundo eu queria mesmo ver o mar, queria ter a sensação de estar perdido na imensidão.

O mar era negro, tinha a cor dos meus pensamentos mais profundos, das minhas incertezas e das minhas angustias. Mas enquanto estava com os olhos perdidos no mar,  e nas mãos um copo com a cristalinidade da vodka, fui acometido pela visão de uma fotografia, onde eu estava sentado a beira de uma calçada mirando um mar de cor verde, com pequenas linhas brancas das espumas, sinalizando recifes submersos, algumas manchas de cor marrom, grandes navios ao fundo, navios de comercio. Pescadores vendiam a pesca fresca da noite passada, e como se não me notassem, eu estava ali olhando tudo, a areia de cor amarelada. Ao meu lado um que hoje me é distante, com os óculos antigos, o rosto ainda amassado da manha, com o primeiro cigarro do dia! E eu olhava pra esse rosto, sorria, uma espécie de sorriso de agradecimento, de estar em paz, de ter tranqüilidade.

A imagem dessa fotografia foi interrompida com uma pergunta de um inglês que me servia a bebida sem fim:

 “-ainda apaixonado?”

Acho que sempre serei!

-Amores são sempre difíceis de serem esquecidos, não é mesmo?

E eu com um sorriso, respondi que as vezes nunca se esquece!

Placebo tocava bem baixinho, o copo foi se esvaziando, o segundo foi pedido, o terceiro.  Não tive vontade de lagrimas, mas sim de carrinhos. De dizer não me larga mais, não vai, não some pra sempre, eu poderia pegar um avião, alugava um se preciso fosse se eu ouvisse a palavra certa!

Mas a nossa musica não toca mais, o celular a tempos não registra seu numero! Um dia um fico na paz que quero pra mim!

Sempre vou amar o que é distante de mim!

Ainda me recordo da musica “My Playground Love –Air”!

 



publicado por renovatio às 21:07 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Leo a 22 de Novembro de 2008 às 00:44
preciso te encontrar no msn...beijo querido.


De Tamires a 8 de Dezembro de 2008 às 03:57
Ai meu lindo, quanta saudade de ti...
Beijos e beijos, da nipônica que te ama muito.


Comentar post

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds