Domingo, 11 de Janeiro de 2009

Há poetas que cantam o amor
Elegem suas musas
Um objecto inspirador
 
Se carnal para Bocage
Platónico para Camões
Tudo não passa de uma miragem
O amor não tem explicações
 
Cego, surdo ou mudo
O amor é o nada que é tudo
 
Para Pessoa amar
Era escrever
em quadra popular
 
Romantismo à parte
o amor tem a sua arte
E ainda há quem diga que é
impossível ser feliz sozinho
Eu digo que com amor
se vai pelo bom caminho
 
Que quando se tem não se quer perder
e quando se perde é imensa a dor
Talvez os poetas nunca tenham pensado

Quantos sentimentos cabem no amor?



publicado por renovatio às 13:01 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds