Domingo, 11 de Janeiro de 2009

 

Encerro no interior das pálpebras as imagens que insisto tactear.
Teimo em existir nas entrelinhas dos lábios que despejam promessas no chão.

Promessas ao chão.
Promessas de chão.
Desenho um cadeado inventado que disfarça a ausência da segurança dos teus braços.
Aqui diluo os perfumes e sabores que sempre foram meus.
Não acredito que a parada de emoções termine depressa.

Hoje toquei piano e todas as frases se tornaram
difusas, incoerentes, sem seguimento.
Só pontos finais.

(*Yann Tiersen ft/ Lisa Germano - La Parade)



publicado por renovatio às 13:39 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds