Sábado, 28 de Junho de 2008

Com os pés dentro da tina de vinho seca, será que uvas serão pisadas outras vez? Sinto a brisa leve que vem do D’ouro sinto-me em casa, e me ouço tornado outra vez menino, descobrindo o mundo pela primeira vez.

Leio compulsivamente as anotações de quem não esta mais ao meu redor, numa incrível ânsia de capturar a sua ultima percepção, vejo as criticas, analiso as partes em destaque, tento ver com olhos que não mais conseguem ver, tendo sentir com um coração que jamais sentirá novamente. E a vida se refaz, segue seu curso como esse rio que vejo em meus pés, a vida segue seu curso calmo em direção ao mar da morte, nada mais podemos fazer.

 

Sigo esperando a minha vez!


sinto-me Triste
música Cordel do fogo encantado - saudade

publicado por renovatio às 04:59 | link do post | comentar | favorito

posts recentes

Alvorada

Perdi meu remoto controle

For Sale!

Quem?

Chá, teorias e filmes

Nuvens....

Trechos!

My life for rent!

Estudos de Semiótica Comp...

Take my hand

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds